Artstas Artway

Desde a sua criação em 2011, a Artway apresenta uma visão vanguardista e globalizante, tendo por base os mais altos padrões de exigência e qualidade artística. Revelando-se um forte motor da música erudita portuguesa na Europa, a Artway representou Portugal na Associação Europeia de Agentes Artísticos (Casa da Cultura da Europa, Bruxelas), entre 2014 e 2017, sendo a primeira instituição portuguesa a fazê-lo, desde a criação desta associação em 1947. Enquanto empresa dedicada à gestão cultural, gestão artística e à produção e edição discográfica, ao longo dos mais de 10 anos de existência, a Artway tem-se esforçado por criar relações de confiança com músicos, instituições culturais e autarquias, integrando redes de programação, no sentido de desenvolver um mecanismo de entre-ajuda que possa valorizar e fortalecer o trabalho artístico, nomeadamente no domínio da música erudita. Desenvolve actividade não só no domínio da música, mas, através de projetos multidisciplinares, abarca outras áreas artísticas como a literatura, o teatro e a dança. Numa lógica de descentralização, a Artway tem vindo a estar envolvida na realização de produções artísticas diversificadas, de forma consistente e regular, com o intuito de formar e promover o aumento de público de Bragança a Portimão, passando por Madeira e Açores, e também fora de Portugal em países como Brasil, Espanha, França, Hungria e Reino Unido.

Entre a vasta produção cultural salientam-se os seguintes projectos: "Bridging Musical Heritage" (Financiado pela Comissão Europeia / Europa Criativa 2022 - 2024); "Festival Província Sonora"; "International Clarinet Studio"; "Temporada Artway 2021/2022" (Apoio Institucional Ministério da Cultura); "Showcase@ESMAE" e "Showcase@Fundão"; "Viajando e rindo com Mozart" e "Suggia e Casals - a paixão e a música (Casa da Música); "Europe's Day Concert "(Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa 2013); "Mozart Concert Arias - Un moto di Gioia", de Anne Teresa de Keersmaeker/CNB no Teatro Municipal Rivoli (Porto, 2014); "O Poeta dos Sons" (CCB, 2013 / Casa da Música, 2017); "Inside Music Machine" (ESMAE - FEUP - FMDUP, entre 2011 e 2013).

Com colaborações assíduas com as mais destacadas instituições culturais nacionais (CCB, Casa da Música, Metropolitana, EGEAC, Culturgest, entre outras), a Artway tem estado envolvida na encomenda de várias obras a compositores portugueses, assim como no importantíssimo registo desse património em edições fonográficas que se têm tornado uma referência, através das suas editoras Artway Records e Artway Next. Nesse domínio, proporciona um alargamento significativo do registo do repertório nacional (com uma considerável quantidade de primeiras gravações de repertório inédito) e dos artistas activos no nosso país, o que se revela um património material e imaterial fundamental para preservar a produção cultural actual para o presente e o futuro. 

Todo esse trabalho tem encontrado eco assiduamente nos mais importantes meios de comunicação portugueses, como a Antena 2 e jornais Público, Expresso, Jornal de Letras, tv's SIC e RTP, mas também no contexto internacional, designadamente em espaços de comunicação de referência como a Radio France, a BBC Radio 3 e BBC Music Magazine, a Revista Gramophone, a Westdeutscher Rundfunk Köln (WDR), entre muitos outros.

Ao nível da formação, a Artway tem criado actividades pedagógicas como os Workshops de Gestão de Carreira Artística. Estas actividades foram reforçadas com a abertura, em 2020, da plataforma Artway Showcase que acolhe projetos e artistas emergentes e que viria a despoletar o evento “Showcase @“, uma mostra itinerante de jovens artistas.